notícias

AVA e EAD

ava-1-768x669A tecnologia não substitui o professor, entretanto hoje ela é uma forte aliada para darmos continuidade ao ensino-aprendizagem e continuarmos conectados aos alunos.
As ferramentas tecnológicas são benéficas nos estudos e permitem diversificar as metodologias de ensino.
O trabalho com ambientes virtuais de aprendizagem (AVA) é exemplo do potencial da tecnologia para auxiliar no desenvolvimento da educação.

Pensando em manter as atividades e possibilitar aos alunos que acompanhem os conteúdos de casa, o Colégio BIS criou um material especialmente para o momento atual que estamos passando.
Todos os alunos estão acessando o planejamento pedagógico do computador, tablet ou celular, e esclarecendo dúvidas conectados aos seus educadores.

Juntos, passaremos por esse período de isolamento domiciliar, para que possamos voltar o quanto antes às atividades normais.
Seguimos fortes, unidos e conectados pelos mesmos propósitos!

Abaixo o link do manual de alunos para acessar o Ambiente Virtual de Aprendizagem: 

Manual alunos – AVA – ambiente virtual de aprendizagem

COMUNICADO COVID-19 (19/03/2020)

covid-comunicado-719x1024

 

Previna-se contra o novo CORONAVÍRUS

O que são Coronavírus?

o-que-sao-300x269

Os Coronavírus são uma grande família de vírus, já em circulação no Brasil, causadores de resfriados comuns, além de outras doenças mais graves como a Síndrome Aguda Respiratória Severa (SARS) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), que causaram epidemias nos anos de 2004 e 2012, respectivamente.

O novo Coronavírus foi denominado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como SARS-CoV2 e a doença, por ele causada, COVID-19.

Qual o risco de contrair o novo Coronavírus?

O risco depende se você viajou nos últimos 14 dias para áreas de circulação sustentadas de pelo novo Coronavírus. Também estão em maior risco de aquisição da doença aqueles que tiveram contato próximo de casos confirmados. Se este é seu caso, e se você apresenta sintomas respiratórios, siga as informações fornecidas por órgãos competentes, como Ministério da Saúde, e de seu médico. Se você não viajou para estes países, a chance de se infectar atualmente é baixa.

Como é transmitida a doença?

contagio-300x276

O principal meio de transmissão é entre pessoas, ou seja, ao tossir ou espirrar, pessoas infectadas expelem gotículas que contém o vírus.

Essas gotículas podem contaminar superfícies e objetos. Outras pessoas podem se infectar ao tocar nesses locais contaminados, levando suas mãos aos olhos, nariz ou boca.

 

Quais são os sintomas?

sintomas-212x300

Os sintomas são semelhantes a uma gripe, principalmente respiratórios, como por exemplo: febre, tosse e dificuldade para respirar.

Na maioria dos casos, os pacientes apresentam sintomas leves ou moderados, mas há casos graves e até fatais.

Os mais vulneráveis parecem ser pessoas idosas (acima de 60 anos) ou com doenças pré-existentes.

 

Existe exame para o diagnóstico do novo Coronavírus?

Sim. Há um exame denominado Reação da Polimerase em Cadeia (PCR), que detecta o novo Coronavírus. O resultado é fornecido em até 48 horas. Neste momento, este exame é indicado para pacientes que apresentem sintomas respiratórios como febre e tosse, e que retornaram de viagem internacional nos últimos 14 dias.

Estou sem sintomas, mas viajei para áreas de risco. O que devo fazer?

Pacientes que não apresentam sintomas não precisam realizar exames, e devem permanecer atentos para ocorrência de febre e sintomas respiratórios.

O que posso fazer para me proteger da doença?

prevenção-1-768x656

 

 

Há tratamento específico para o novo Coronavírus?

Não há tratamento específico para o novo Coronavírus. O tratamento do paciente com suspeita ou infecção confirmada é baseado no controle de sintomas, e tem como objetivo dar suporte clínico ao paciente.

O isolamento hospitalar é indicado para casos suspeitos ou confirmados?

Sim, com base em critérios clínicos. Os casos confirmados ou suspeitos do novo Coronavírus que não internam deverão permanecer em isolamento domiciliar, com acompanhamento regular.

Quais são os cuidados em domicílio?

Casos suspeitos ou confirmados do novo Coronavírus devem permanecer em cômodo privativo, bem ventilado, mantendo distância dos demais familiares, além de evitar o compartilhamento de utensílios domésticos. Atentar-se para a importância da higienização das mãos.

Por quanto tempo uma pessoa fica isolada?

O isolamento deve ser mantido enquanto houver sinais e sintomas clínicos. Casos de Coronavírus suspeitos, que forem descartados laboratorialmente, independentemente dos sintomas, podem ser retirados do isolamento.

Fonte: Hospital Sírio-Libanês 

Acesse e atualize-se sobre as últimas informações relacionadas ao novo CORONAVÍRUS

 https://www.hospitalsiriolibanes.org.br/coronavirus/Paginas/coronavirus.aspx

Comunicado Bahema e Brazilian International School

A toda a comunidade do Brazilian International School – BIS,

Após 20 anos de experiência educacional bilíngue e sendo reconhecida como uma Instituição que preza pelas relações, pelas inovações, pelo atendimento personalizado e pelo trabalho em equipe com conexões de ideias e talentos, o Brazilian International School tem a honra de anunciar que, a partir da presente data, fará parte do grupo Bahema Educação.
Empresa com mais de 60 anos de existência, a Bahema desde 2016 atua exclusivamente no setor de Educação, com o intuito de criar um grupo de escolas que seja referência de ensino de qualidade, com valores democráticos, éticos e humanos.
Sua missão é promover a educação básica de qualidade, com autonomia e colaboração, para que as escolas desenvolvam seus próprios projetos. Ao mesmo tempo, permite a troca de saberes e experiências entre as instituições do grupo.
Há aproximadamente um ano, as idealizadoras Alessandra Pellegrino Casquel Lopes e Mônica Morejón dedicaram-se à construção dessa nova sociedade. A parceria com a Bahema Educação tem como propósito garantir segurança, estabilidade e crescimento ao seu grande fruto: o Colégio BIS.
Ressaltamos que a Profª Alessandra Pellegrino Casquel Lopes continuará como sócia relevante do Brazilian International School, exercendo a sua função de Diretora Executiva. Juntamente com as equipes pedagógica e administrativa, dará continuidade ao Projeto BIS. Entretanto, para consolidar esse grande passo, a Profª. Drª. Mônica Morejón decidiu, de forma consciente e tranquila, buscar outras possibilidades profissionais e pessoais.
A efetivação dessa nova composição societária significa, assim, o compromisso de ambas as partes – do Colégio BIS, sob a responsabilidade da Profª Alessandra Casquel Lopes, e da Bahema Educação, sob a direção de Bruno Belliboni, Frederico Marques Affonso Ferreira e Guilherme Affonso Ferreira Filho – de darem continuidade ao que vem sendo implantado desde a criação desta Instituição de Ensino, perpetuando o nosso projeto pedagógico, preservando intacto o DNA de nossa Escola, prestigiando nossas equipes de professores e colaboradores, fortalecendo as áreas administrativa, financeira e jurídica e propiciando investimentos no aprimoramento dos diferentes setores. Também, dando novas oportunidades de formação continuada para a equipe de educadores e de intercâmbio de boas práticas pedagógicas com as outras escolas do grupo.
Gostaríamos de agradecer a todos pela parceria ao longo desses exatos 20 anos de existência da nossa escola e dizer que, sem a confiança que cada família depositou em nossa proposta educacional e sem o afinco de todos os profissionais envolvidos, jamais teríamos o trabalho tão bem reconhecido como está sendo agora a partir deste convite realizado pela Bahema.

Na certeza de que todo esse processo foi, por nós, cuidadosamente avaliado nos aspectos técnicos e afetivos, assim como todas as ações que nos movem profissionalmente e, entendendo que a transparência sempre foi parte de nossa parceria família – escola – família, colocamo-nos à disposição para esclarecimentos adicionais por meio das reuniões de pais e colaboradores.
Desejamos que todos, sem exceção, desfrutem desta notícia e continuem conosco nesta desafiadora e encantadora caminhada chamada “Educação”.
Com respeito,
Alessandra Pellegrino Casquel Lopes e Mônica Morejón

HÁ UMA TRAGÉDIA SILENCIOSA EM NOSSAS CASAS

6555-300x200

 

TEXTO REFLEXIVO

HÁ UMA TRAGÉDIA SILENCIOSA EM NOSSAS CASAS
(Dr. Luís Rajos Marcos – Médico Psiquiatra)
Há uma tragédia silenciosa que está se desenvolvendo hoje em nossas casas e diz respeito
às nossas joias mais preciosas: nossos filhos. Nossos filhos estão em um estado emocional
devastador! Nos últimos 15 anos, os pesquisadores nos deram estatísticas cada vez mais
alarmantes sobre um aumento agudo e constante da doença mental da infância que agora está
atingindo proporções epidêmicas.

As estatísticas:

  • 1 em cada 5 crianças tem problemas de saúde mental;
  • um aumento de 43% no TDAH foi observado;
  • um aumento de 37% na depressão adolescente foi observado;
  • um aumento de 200% na taxa de suicídio foi observado em crianças de 10 a 14 anos.

O que está acontecendo e o que estamos fazendo de errado?
As crianças de hoje estão sendo estimuladas e superdimensionadas com objetos materiais,
mas são privadas dos conceitos básicos de uma infância saudável, tais como:

  • pais emocionalmente disponíveis;
  • limites claramente definidos;
  • responsabilidades;
  • nutrição equilibrada e sono adequado;
  • movimento em geral, mas especialmente ao ar livre;
  • jogo criativo, interação social, oportunidades de jogo não estruturadas e espaços para o tédio.
  • Em contraste, nos últimos anos as crianças foram preenchidas com:
  • pais digitalmente distraídos;
  • pais indulgentes e permissivos que deixam as crianças “governarem o mundo” e sem quem
    estabeleça as regras;
  • um sentido de direito, de obter tudo sem merecê-lo ou ser responsável por obtê-lo;
  • sono inadequado e nutrição desequilibrada;
  • um estilo de vida sedentário;
  • estimulação sem fim, armas tecnológicas, gratificação instantânea e ausência de momentos chatos.

O que fazer?
Se queremos que nossos filhos sejam indivíduos felizes e saudáveis, temos que acordar e
voltar ao básico. Ainda é possível! Muitas famílias veem melhorias imediatas após semanas de
implementar as seguintes recomendações:

  • Defina limites e lembre-se de que você é o capitão do navio. Seus filhos se sentirão mais
    seguros sabendo que você está no controle do leme;
  • Oferecer às crianças um estilo de vida equilibrado, cheio do que elas PRECISAM, não apenas
    o que QUEREM. Não tenha medo de dizer “não” aos seus filhos se o que eles querem não é
    o que eles precisam;
  • Fornecer alimentos nutritivos;
  • Passe pelo menos uma hora por dia ao ar livre fazendo atividades como: ciclismo,
    caminhadas, pesca, observação de aves/insetos;
  • Desfrute de um jantar familiar diário sem smartphones ou tecnologia para distraí-lo;
  • Jogue jogos de tabuleiro como uma família ou, se as crianças são muito jovens para os jogos
    de tabuleiro, deixe-se guiar pelos seus interesses e permita que sejam eles que mandem no
    jogo;
  • Envolva seus filhos em trabalhos de casa ou tarefas de acordo com sua idade (dobrar a
    roupa, arrumar brinquedos, dependurar roupas, colocar a mesa, alimentação do cachorro
    etc.);
  • Implementar uma rotina de sono consistente para garantir que seu filho durma o suficiente.
    Os horários serão ainda mais importantes para crianças em idade escolar;
  • Ensinar responsabilidade e independência. Não os proteja excessivamente contra qualquer
    frustração ou erro. Errar os ajudará a desenvolver a resiliência e a aprender a superar os
    desafios da vida;
  • Não carregue a mochila dos seus filhos, não lhes leve a tarefa que esqueceram, não
    descasque as bananas ou descasque as laranjas se puderem fazê-lo por conta própria. Em
    vez de dar-lhes o peixe, ensine-os a pescar;
  • Ensine-os a esperar e atrasar a gratificação;
  • Fornecer oportunidades para o “tédio”, uma vez que o tédio é o momento em que a
    criatividade desperta. Não se sinta responsável por sempre manter as crianças entretidas;
  • Não use a tecnologia como uma cura para o tédio ou ofereça-a no primeiro segundo de
    inatividade;
  • Evite usar tecnologia durante as refeições, em carros, restaurantes, shopping centers. Use
    esses momentos como oportunidades para socializar e treinar cérebros para saber como
    funcionar quando no modo “tédio”;
  • Ajude-os a criar uma “garrafa de tédio” com ideias de atividade para quando estão
    entediadas;
  • Estar emocionalmente disponível para se conectar com crianças e ensinar-lhes
    autorregulação e habilidades sociais;
  • Desligue os telefones à noite quando as crianças têm que ir para a cama para evitar a
    distração digital;
  • Torne-se um regulador ou treinador emocional de seus filhos. Ensine-os a reconhecer e
    gerenciar suas próprias frustrações e raiva;
  • Ensine-os a dizer “olá”, a se revezar, a compartilhar sem se esgotar de nada, a agradecer, a
    reconhecer o erro e pedir desculpas (não forçar), ser um modelo de todos esses valores;
  • Conecte-se emocionalmente – sorria, abrace, beije, faça cócegas, leia, dance, pule, brinque
    ou rasteje com elas.

(Texto selecionado pela equipe pedagógica do Colégio Brazilian International School)

Preencha os dados que ligaremos para você! 

Acompanhe-nos em nossas redes sociais: